segunda-feira, novembro 12, 2012

Design interativo(assistivo) para uma nova pirâmide etária

Pirâmide etária absoluta
Clique para ampliar ou ir para IBGE 
Tenho acompanhado as estatísticas sobre a mudança da pirâmide etária brasileira e percebi a necessidade que nós população e, principalmente, nós designers discutirmos nosso posicionamento em relação a essa mudança radical de valores. O que estamos pensando em matéria de design para as faixas etárias ascendentes da população? Seja no que tange a industrialização de produtos para essa faixa, seja em acessibilidade, sinalização,etc...
Se observarmos as pirâmides gráficas do IBGE relacionadas ao assunto(muito interessante), veremos nossa população está envelhecendo e rápido, acredito que não estamos preparados para esse envelhecimento precoce.
Pirâmide por sexo e idade
Clique para ampliar ou ir para IBGE
A tecnologia pode ajudar? Mas de que maneira? Interatividade? Talvez!...Temos que analisar que essas faixas também possuem, em tese, uma situação financeira mais estável, também é consumidora, determinada e muito exigente.Acho que até o material gráfico deveria ser revisto! Tenho muita dificuldade em ler o material despejado pela indústria, as sinalizações mal feitas, jornais, manuais, bulas..., seja pela tipologia empregada, seja pelo tamanho da fonte, cor, etc...E ainda não cheguei na terceira idade! Acho que essa discussão é muito maior que apenas um texto de um blog, de uma profissão ou de um indivíduo, é uma discussão de todos.
Vamos começar pelo material gráfico, que parece ser o mais rápido e fácil de explicar:
- O tamanho das fontes usadas são de fácil leitura;
Na maioria das vezes, não! A tipologia ideal deve ser bastonada e a fonte nunca menor que corpo 12( e olhe lá!!!!);
- Manuais e catálogos são compreensíveis?
Acho que só para quem o elaborou, pior ainda quando o produto é fabricado na China acho que nem eles entendem o que escreveram ali;
- As telas touchscreen são de fáceis masuseio e entendimento?;
Para quem está entrosado com o meio tecnológico é bem simples, mas para o leigo e idosos, isso somado com as pictografias empregadas...tsc;
- Os pictogramas são inteligíveis?
Nem um pouco, até para alguns jovens;
- Sinalizações nas cidades informativas tem boa visibilidade?(não é de trânsito);
Que sinalização?!;
- Os mapas são turísticos são esclarecedores?
Qua mapa? Da onde?Isso é um mapa? Está de cabeça para baixo!...; 
- Etc...;
Acredito que nós designers, arquitetos, publicitários, engenheiros, etc...deveríamos nos reunir junto com as diversas camadas, desta nova sociedade, e elaborarmos um plano conjunto visando normatizar uma série de novidades que surgirão com esse novo perfil de sociedade.


ESTÃO ME COBRANDO A CONTINUAÇÃO DOS COMENTÁRIOS SOBRE  MATERIAL GRÁFICO PARA A NOVA PIRÂMIDE ETÁRIA, SÓ QUERO DEIXAR CLARO QUE ESTOU PESQUISANDO E O QUE VOU ESCREVER, REFLETE APENAS,A MINHA OPINIÃO PESSOAL, NÃO É UM POSICIONAMENTO DE ÓRGÃOS OU ASSOCIAÇÕES NORMATIVAS.
OBRIGADO!
Postar um comentário